• Cliniprev

Pré-diabetes: aprenda como identificar essa condição silenciosa

O diabetes tipo 2 é a forma de diabetes mais comum. De acordo com a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM), 90% de todos os diagnósticos de diabetes são do tipo 2.


Diferente do diabetes tipo 1, condição genética, a doença tipo 2 é resultado de uma vida submetida a fatores de risco como acúmulo de gordura no abdômen, idade, histórico familiar, alimentação inadequada e falta de exercícios físicos.


Entretanto, essa condição não aparece de uma hora para outra. É comum que, antes de ser diagnosticado, o paciente tenha passado pelo estágio do pré-diabetes, doença silenciosa e assintomática. Continue a leitura e veja como preservar a sua saúde.

Homem conferindo nível de glicose para controle de diabetes

Diferença entre pré-diabetes e diabetes


O pré-diabetes é o estado que antecede o diabetes, quando o nível de glicose no sangue em jejum está alto, mas não o suficiente para que a doença esteja instalada.

Sendo assim, a principal diferença entre as duas condições é, justamente, os níveis de glicose no sangue:

  • Pré-diabetes: entre 100 e 125 mg/dl/

  • Diabetes: superior a 125 mg/dl.

Quando os exames de sangue indicam glicemia na faixa do pré-diabetes, o paciente deve ser monitorado regularmente para verificar se os níveis regularizam após intervenção médica, ou se há desenvolvimento do diabetes.


Quais os sintomas de pré-diabetes?


Para grande parte das pessoas o pré-diabetes é assintomático, revelando a importância de manter os exames periódicos de sangue em dia. Essa é a única forma de detectar a condição e iniciar o tratamento adequado para impedir a evolução da doença.


Ainda assim, ganho de peso repentino, queda de cabelo, pele ressecada e fadiga extrema podem indicar alterações nos níveis de glicose. Se você está sentindo qualquer um desses sintomas, procure atendimento médico.


Como é o tratamento contra o pré-diabetes?


Ao ser diagnosticado com o pré-diabetes o paciente deve mudar seus hábitos quanto antes. Um estilo de vida saudável com alimentação balanceada, acompanhada por nutricionista, somado a atividade física é fundamental para evitar a evolução para o diabetes.


Dependendo do avanço do quadro e da condição de saúde no geral, o médico endocrinologista pode receitar alguns medicamentos.


O pré-diabetes é reversível?


Sim, o pré-diabetes é uma condição reversível. Fazendo o acompanhamento correto com o endocrinologista e nutricionista, há chances reais dos níveis de glicose diminuir e, consequentemente, minimizar o risco de desenvolver o diabetes tipo 2.


O primeiro passo é procurar um clínico geral ou endocrinologista e verificar como anda a saúde. Os dois médicos prescrevem as guias para exames. Caso haja alteração, o clínico faz o encaminhamento para o endócrino.


Se você foi detectado com pré-diabetes, sente que a saúde não anda muito bem ou fez o último hemograma há muito tempo, vale a pena marcar uma consulta de rotina com o médico. Ainda que tenha tratamento, o melhor remédio para cuidar de si continua sendo a prevenção.


A Cliniprev oferece teleconsulta com Clínico Geral. Agende um horário e solicite seus exames de sangue sem sair de casa.